E chegamos ao final da primeira temporada do Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro, mas isso não quer dizer que não haverá mais episódios tão cedo. Estamos planejando um episódio especial off-season ainda pra esse ano.

E se você conheceu a série por esse episódio, pare de ouvir agora e comece do início. Não que tudo vá fazer sentido, mas você pelo menos terá a impressão que algo faz sentido, mesmo sem você saber exatamente o que é... e isso já é um terço do caminho andado.

ASSINE E OUÇA NO SEU PLAYER PREFERIDO:

Subscribe on AndroidBotão do Feed RSS

CONTRIBUA:

Botão Padrim

Transcrição do Episódio

INTRO

Esse é o “Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro”: trazendo à podosfera um formato inédito de programa em que a cada semana um pessoal simpático bate um papo descontraído sobre um assunto qualquer. É como se você tivesse com os amigos em uma mesa de bar, mas você não pode dizer nada, o bar não existe e eles não são seus amigos.

Hoje vamos brindar o fim da nossa primeira temporada com o resto das notícias da semana passada que não tive disposição para contar, as notícias dessa semana  e vamos aprender mais sobre esquilos: essas ratazanas que investiram em R.P.

Com uma nova seleção de dicas prática e conselhos úteis, esse é o Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro para domingo, 21 de outubro 2018.

Nessa data em 1879, Thomas Edison patenteava sua lâmpada elétrica substituindo a representação gráfica do que seria uma ideia genial. Antes disso, sempre que alguém tinha uma boa ideia, surgia ao lado da pessoa a imagem de um sistema de saneamento básico.

Se você reencarnou nesse dia, você pode dizer com orgulho que faz aniversário com o explosivo Alfred Nobel, o bochechudinho Dizzy Gillespie e a conteúdista de si mesma Kim Kardashian. Parabéns!

Hoje além de ser o dia Internacional da Mulher-Maravilha é também o dia nacional do podcast e o dia do contato publicitário. Que tal unir as duas coisas e falar com a gente? Nossos números são ótimos!

NOTÍCIAS DA CIDADE – PARTE 1

E chegou a hora das notícias da cidade! Continuando a reportar o que aconteceu semana anterior na, interiorana e anteriormente pacata, Bom Jesus!

Aparentemente os druidas de Vila Velha foram presos na Igreja pelo Padre Romeu, e quando finalmente puderam ver o céu, uma tempestade se formou. Que azar, né? Mas eles não se incomodaram com o aguaceiro e sairam sem correria até a casa da família Pipa. Ao que parece o Senhor Pipa falecera minutos antes. Tudo indica que os druidas foram velar o falecido e conversar com Dona Ceci. Ah, esses druidas! Quanta empatia!

E por falar em pipa... você já voou de balão? Dona Nice sim! Conta-se, pelos escombros do coreto, que em meio à tempestade, um dos acrobatas mascarados desceu de balão na pracinha gritando por ela. O homem parece ter saído de uma briga de foice, pois sangrava e tinha muitos arranhões. Ao ouvir seu nome, Dona Nice foi correndo de encontro ao cesto.

Nesse momento a chuva cessou e Dona Ceci foi vista saindo de casa com as pernas bambas e olhos perdidos. Deu três passos, gritou “Klaatu barada nikto” e, sem a menor cerimônia, entrou em coma ali mesmo no meio-fio. Que deselegante, Dona Ceci!

Com o tempo abrindo, o acrobata e Dona Nice partiram voando para longe da cidade embalados pelos últimos sopros do vento oeste. O homem gritava “Adeus! Adeus!” enquanto Dona Nice o enchia de beijos. Foi a primeira vez que vimos algum cidadão deixar Bom Jesus! Que coisa diferente! Boa sorte aí, Dona Nice!

Daqui a pouco mais notícias da cidade no Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro! Agora... um momento de reflexão...

UM BRINDE À BOM JESUS

Quanta coisa aconteceu nesses dois meses, não é mesmo? Nem parece mais a nossa pacata Bom Jesus com suas palmeiras e gorjeantes sabiás! A Bom Jesus onde o capiau esfrega a barriga no balcão do armazém pra tomar sua pinguinha com o dedo mínimo em riste enquanto observa na TV o índice Dow Jones... onde a lavadeira de braços fortes estende ao sol seus trajes Coco Channel sobre as pedras planas do ribeirão... e onde os rebanhos de Reinaldos vagam livres por nossos cânions. Essa cidade charmosa, de muros de azulejos rosas ilustrados com rosários azuis...  pavimentada com tijolos vermelhos para se ver melhor... e cercada de verde pra se ver de perto!  Como essa cidade mudou!... mas o que não mudou foi a candura, gentileza e presteza do Bom Jejuano que compartilha seus frutos mesmo na fome. Um sabiá me contou que amanhã cedo cada morador maior de idade de Bom Jesus acordará com um presente em sua porta: uma garrafa de vinho igual a essa que tenho aqui. E é pensando nesse espírito de amizade e boa vizinhança que quero brindar com vocês o final dessa primeira temporada do Informe!

Esquilos

Uma coisa que Bom Jesus tem em comum com várias cidades dos Estados Unidos é o turista brasileiro que se encanta com esquilos. Querem tirar foto, acariciá-los e alimentá-los. Nós demoramos um pouco a nos acostumar com o fascínio dessa gente por esses ratos de outifíti mil dóla, mas aos poucos começamos a capitalizar em cima dessa mania insana de brasileiros apaixonados por esquilos. A Pousada do Esquilo Feliz, que agora a é única em funcionamento na cidade, anuncia seu novo pacote de roteiros de trilhas pela Floresta dos Esquilos... que anteriormente era conhecida como Valão das Ratazanas. A pousada aconselha o uso de luvas caso você entre em contato com esses roedores - da mesma forma que o Mickey se protege quando toca nos brasileiros que visitam a Disney.

Capazes de atingir 32 quilômetos por hora e te ultrapassar num racha pela sua vida no meio da floresta, cada Tico e Teco saltitante pode passar as mesmas doenças que um rato: raiva, leptospirose, pulgas... lembre-se sempre desse fato ao ver aquela selfie da sua amiga junto daquele esquilinho fofo. É a esquilo-mania! E ela provavelmente já foi contaminada!

Você sabia que os dentes frontais do esquilo não param de crescer? É por isso que ele precisa sempre abocanhar e roer tudo o que encontra... sempre! Pro resto da vida! Aproxime-se de seus dentes e observe que são capazes também de comer carne! Vai lá! E se isso não te enche de ternura, lembre-se que, assim como a baratas, existem também espécies de esquilos que voam e eles estão apenas aguardando o momento certo.

Essa é a dica de hoje do Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro.

NOTÍCIAS DA CIDADE – PARTE 2

E agora voltamos com a parte final das Notícias da Cidade!

E felizmente, depois de uma noite de muitas agitações, as crianças de Bom Jesus finalmente voltaram aos seus lares. Todas foram encontradas por Seu Ernesto que havia saído para acampar e caçar com Padre Romeu! Viu só, gente! Algo totalmente normal! Foi Seu Ernesto que liderou a animada procissão de criancinhas de volta à cidade tocando sua flauta. Todas elas contam a mesma história sobre o que aconteceu e praticamente com as mesmas palavras... tudo sob o olhar fulminante de Seu Ernesto. Os pequenos contam assim: “Saímos em uma excursão escolar para a Colônia Müller. A excursão foi autorizada por nossos pais. Eles não lembram de ter assinado a autorização. Infelizmente tivemos de voltar depois da queima de fogos e show com o rinoceronte Quindim pois a colônia fechou suas portas após um acidente envolvendo um vazamento de gás. Não há nada para se ver por lá. Ninguém precisa ir lá. Estamos todos bem.” Ok, crianças!

Seu Ernesto conta com grande pesar que durante a viagem de acampamento o Padre Romeu infelizmente morreu de combustão espontânea e acrescentou que isso é muito normal, que ninguém precisa ver o corpo e que está tudo bem. Ok, Seu Ernesto!

E em uma nota extraordinária do hospital: Lúcia, filha de toníca, foi internada no sofrendo de vômitos, enjôos e um inchaço no abdomem. [tosse] Seu estado parece grave. Não se sabe a causa dos sintomas. Desejamos melhoras.

E daqui a pouco as dicas do Almanaque. de como conseguir um milhão de inscritos no seu canal de agronegócios no YouTube com o especialista Plínio que também dá aulas de forró. Não perca. Você vai adorar.