É um episódio geográfico esse!
Nesse Informe inauguramos a série "Estados do Meu Brasil" com o mítico Espírito Santo, o estado sacro-gasparzinho da Região Sudeste.
E também nessa edição vamos conhecer mais da nossa cidadezinha amada de Bom Jesus.
Não esqueça de dar um pulo no iTunes e cinco estrelar nosso podcast. Pode deixar um recadinho lá também se quiser, caro ouvinte.
Um grande abraço!

 

Transcrição do episódio:

 

Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro 2 DE SETEMBRO DE 2018

INTRO

Esse é o “Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro”: levando à você, homem da roça, um gostinho da decadência cosmopolita que você finge desprezar... mas que tanto anseia. Tudo bem! Esse será o nosso segredinho.

Hoje vamos aprender mais sobre o estado do Espírito Santo: o picles do sanduíche composto pelo excitante Rio de Janeiro, a animada Bahia e a hidromineral Minas Gerais. É a série Estados do Meu Brasil diretamente das páginas do nosso almanaque!

Com uma nova seleção de dicas prática e conselhos úteis, esse é Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro para domingo, 2 de setembro de 2018. Hoje se comemora o Dia do Florista e Dia da Kombi no Brasil e o Dia do Picolé de Mirtilo nos Estados Unidos. Que tal investir em um foodtruck com essas dicas?

DADOS DO DIA

Se você veio ao mundo pela primeira vez em 2 de setembro, você faz aniversário junto com o cantor Rogério Skylab e também com Arnaldo Antunes, poeta e músico, e também o jogador Alexandre Pato.

Nessa mesma data em 1752, dois séculos depois do resto da Europa, os ingleses deixaram de usar o calendário Juliano e adotaram o Calendário Gregoriano. Exatamente no mesmo mês, e exatamente dois séculos depois, os Estados Unidos impediram o ator inglês Charlie Chaplin de entrar no país depois de uma visita à Inglaterra. Se o Calendário Juliano tivesse sido mantido, Charlie Chaplin teria certamente sido barrado em outro mês.

E por falar em Inglaterra, foi também em 2 de setembro de 1973 que morreu o escritor e filólogo J. R. R. Tolkien, famoso pelo livro Silmarillion. Fique com essa lembrança para o seu aniversário!

ESTADOS DO MEU BRASIL: ESPÍRITO SANTO

O Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro inaugura agora a série “Estados do Meu Brasil” e começaremos essa viagem tropicalíssima pela região sudeste!

Ao invocarmos a Santíssima trindade, oriunda do evangelho de Mateus, proferimos muitas vezes junto com o sinal da cruz, os dizeres “Em nome do pai, do filho... e do Espírito Santo”. Esse último não se trata de um fantasma que assombra seu ombro direito e sim de uma referência ao mítico estado brasileiro do Espírito Santo: o Acre da Região Sudeste!

Da mesma forma que Atlântida, Agartha e o continente perdido de Mu, o Espírito Santo tem sua existência disputada por muitos estudiosos. Uns defendem sua veracidade através de registros antigos que indicam ser nessa fabulosa terra que nasceu o cantor Roberto Carlos. Outros contestam a validade dessas provas alegando que Roberto Carlos é apenas o resultado de um experimento científico da Globo que queria transformar um boneco de pau em um cantor romântico - e ainda acrescentam que tal transformação nem foi completa, apontando a evidente perna de pau do cantor e rindo.

Segundo a lenda, o Espírito Santo possui praias paradisíacas repletas de condôminos mineiros e o nativo povo conhecido como capixabas, que em Tupi significa “o que nasce para emigrar”. Diferente de Atlântida, que foi engolida pelas águas, o Espírito Santo sobrevive a constantes enchentes e prospera graças a intimidade fantástica dos capixabas com o mar. O mito de que capixabas são seres anfíbios é sustentado por relatos de aparições dessas criaturas folclóricas no litoral carioca à procura de emprego. Outra prova viria novamente de Roberto Carlos, que se apresenta constantemente em navios cruzeiros pois precisa passar a metade da vida em alto mar para não secar e morrer.

Esse foi mais um dos estados brasileiros listados no nosso Almanaque do Jovem Fazendeiro.

NOTÍCIAS DA CIDADE

E agora vamos viajar de volta para nossa pequena Bom Jesus. É o Notícias da Nossa Cidade com o mais recente burburinho do coreto.

Seu Ernesto, proprietário do Armazém Mato Grosso e carinhosamente também chamado de “Pouca Telha” por sua ausência total de qualquer penteado, acaba de fechar um negócio que tá dando o que falar. Segundo testemunhas, há poucos dias o armazem foi visitado por um homem de terno de linho branco, óculos escuros e chapéu panamá. O homem se apresentou através de um cartão de visitas com os dizeres “Lucas Müller – Empresário”.

Antes que Seu Ernesto pudesse terminar de admirar a gramatura do cartão, Senhor Müller pediu 34 sanduíches de presunto com queijo e um engradado de guaraná da marca local. A fatiadora de Seu Ernesto trabalhou incessantemente e, apesar do lucro obtido pelos sanduíches, o aparelho quebrou na trigésima terceira fatia da encomenda.

Sem ter como fatiar o presunto e a mussarela de maneira profissional, Seu Ernesto descontou do preço cheio o valor do sanduíche. Já estava prestes a entregar o dinheiro ao homem quando esse estendeu a mão em sinal de pare. O homem argumentou que aquele não foi o combinado e ambos discutiram intensamente por dez minutos. No final, não sabe-se como, o homem de branco acabou adquirindo o galpão do Pouca Telha pelo preço do sanduíche.

É, meus amigos! O mesmo galpão utilizado para depósito por quatro gerações da família de Ernesto agora é do Senhor Müller, o empresário. Bem-vindo Senhor Müller! O caloroso povo de Bom Jesus lhe recebe com os braços abertos e profunda admiração por seu tino comercial. Resta saber agora para quem são os 33 sanduíches e se isso tem a ver com o recente fluxo de 34 refugiados venezuelanos que ocupam, desde o começo da semana, as duas pousadas da cidade.

Mais sobre isso e muito mais em próximas edições do Informe do Almanaque do Jovem Fazendeiro. Sou seu locutor Ceará e acompanhe aqui novas dicas e mais sobre o que acontece no interior.